#38 Viajar como Missionária

Viajando como Missionária

Se o seu mochilão falasse sobre VIAJAR COMO MISSIONÁRIA, o que ele diria?

Enquanto nós continuamos sem poder viajar, por que não abrir a nossa mente e entender outras visões de mundo que levam as pessoas a viajar?

Uma das coisas mais poderosas de se viajar é se permitir entrar num universo que não é o seu, tentar entender esse mundo pela visão do outro e não do prisma das coisas que você conhece e, o mais importante, respeitar as diferenças.

No episódio de hoje, a gente vai falar desse poder que viajar traz de várias formas: vamos conhecer um projeto de jovens missionários e o trabalho que eles fazem, vamos aprender um pouco da vida dentro de um campo de refugiados sírios e entender um pouco mais sobre a cultura árabe do ponto de vista de uma jovem missionária que já morou em 3 países árabes.

Se o seu mochilão falasse sobre VIAJAR COMO MISSIONÁRIA, o que ele diria?

Sejam bem-vindos a mais um episódio do Se Meu Mochilão Falasse. Estamos aqui toda quinta-feira às 7 da manhã falando sobre tópicos do mundo das viagens: das vitórias aos perrengues, das situações engraçadas aos momentos de reflexão.

Eu sou a Mary Teles do Instagram @vidamochileira e junto comigo está a minha dupla de sempre Andrea Leonel do Instagram @andrealeonel_.

Vocês sabem que de viagem a gente entende, entre eu e a Andrea já são aí quase 50 países. Mas o tema de hoje vai envolver viagem e religião. E

u e a Andrea temos religiões diferentes, a Andrea não segue uma religião específica mas tem o seu lado espiritual e eu sou católica mas também acredito no espiritismo.

Só que a gente nunca misturou esses dois mundos, e é por isso que hoje a gente trouxe aqui uma brasileira que viaja pelo mundo através de um projeto de jovens missionários e ela vai explicar pra gente um pouco mais sobre esse universo. Com vocês, Pamela Cheble!

Tópicos abordados nesse episódio:

– Explica pra gente então o que é o Projeto Jocum.

– Fala pra gente sobre alguns dos projetos que você já se envolveu através deles?

– Falando um pouco do Líbano, especificamente, com é o trabalho que vocês fazem aí?

– Existem muitos preconceitos sobre como é a vida dentro de um campo de refugiados, a gente fica achando que eles estão presos lá, que é bagunçado e as pessoas não vivem direito. Você pode falar pra gente como você vê a vida dentro desse campo que você trabalha?

– Os sírios que moram no campo são muçulmanos e vocês estão ali como um grupo protestante. Como vocês são recebidos? Como são feitos os cultos dentro do campo?

– Sobre a vida no Líbano, como foi pra você se adaptar a cultura, a língua, as diferentes religiões?

– Qual o maior ponto positivo e o ponto negativo da vida no Líbano?

– Conta pra gente a sua experiencia no Nepal (se já não tiver sido mencionado)  

Convidada desse episódio: Pamela Cheble

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *