#4 Batalha dos Voluntariados

Comparação entre Workaway, HelpX e Workaway

Se o seu mochilão tivesse que escolher uma plataforma de voluntariado, qual ele escolheria?

Bom dia meu povo! Eu sou a Andrea Leonel do Instagram @andrealeonel_ e junto comigo está a minha dupla Mary Teles do Instagram @vidamochileira. E esse podcast fala sobre viagens – das vitórias aos perrengues – e toda quinta-feira às 7:00 da manhã a gente tá batendo ponto por aqui!

Ouvir esse podcast sem ouvir o da semana passada vai ser que nem assistir O Rei Leão 2 antes do O Rei Leão 1: vai ser legal mas faz mais sentido se você ouvir o outro primeiro. Isso porque semana passada nos falamos de voluntariado e hoje no SE MEU MOCHILAO FALASSE eu, Mary e duas convidadas vamos comparar três plataformas de voluntariado Worldpackers, Workaway e HelpX.

Como eu e Andrea somos team Worldpackers, decidimos chamar a Ana do @pelagalaxia e a Ana Cláudia do @intercambiovoluntario pra falar de outras plataformas de voluntariado pra gente fazer uma batalha justa apontando os prós e contras das três plataformas: a Worldpackers, Workaway e HelpX.

Sejam muito bem-vindas ao SE MEU MOCHILAO FALASSE! Eu queria pedir que vocês se apresentassem…

Só pra gente ter aqui um background das plataformas: A Worldpackers é uma plataforma brasileira e foi lançada em 2014 depois que um dos seus fundadores voltou de um voluntariado nos Estados Unidos onde aprendeu inglês trabalhando como voluntário em um hostel.

Antes de fundar a Worldpackers, ele abriu um hostel com dois amigos e começou a implementar a ideia do voluntariado no seu próprio hostel. A coisa foi ganhando forma e aí surgiu a ideia de desenvolver a plataforma online de voluntariado.

O movimento cresceu e hoje a Worldpackers soma mais de 1 milhão de viajantes, em mais de 170 países, que acreditam que viajar é um direito universal. Os voluntariados são feitos através de anfitriões em hostels, ONGs, fazendas orgânicas e casas de família que abrem suas portas para receber os viajantes, para ajudar e ensinar e fazer a famosa troca de favores: oferecem acomodação e comida em troca de algumas horas trabalhadas do voluntário por dia. 

A missão da WP é “criar uma comunidade baseada em colaboração e relações honestas que fazem com que viajar se torne mais acessível para aqueles que procuram uma experiência cultural profunda”. O fato da plataforma ser brasileira tem suas vantagens, como o site e o suporte serem em português primariamente (além de ter outras línguas como inglês e espanhol).

Já a Workaway é um pouquinho mais antiga que a WP, sendo lançada em 2002 por um americano. Não consegui encontrar o número de usuários exatos hoje na WA mas eles citam que eles tem mais de 39,000 anfitriões em 177 países cadastrados no site deles. O site também cita mais de 350 mil reviews deixadas pelos usuários.

A missão da WA, segundo o site deles é “construir uma comunidade compartilhada de viajantes globais que querem genuinamente ver o mundo ao mesmo tempo que contribuem para o lugar que visitam”

Já a HelpX (que significa Help Exchange) é um pouco mais antiga que a Workaway. Ela foi lançada em 2001 na Inglaterra por um cara chamado Rob Prince.

A idéia do HelpX surgiu a partir das experiências de viagem de Rob na Austrália e na Nova Zelândia, onde ele trabalhou em vários locais em troca de hospedagem e alimentação. Era comum os agricultores pedirem ajuda, colocando avisos nos albergues e listando alguns benefícios em troca do trabalho.

Mas, aí o Rob viu nessa troca de favores uma oportunidade e desenvolveu uma plataforma on-line para apresentar aos agricultores possíveis trabalhadores.

A HelpX é muito forte no setor de fazendas e projetos sustentáveis, mas também oferece anfitriões em hostels, pousadas e até mesmo barcos a vela que precisam de ajuda na manutenção. A ideia do HelpX é a mesma que a das outras plataformas: o voluntário doa em média 4 horas do seu dia pra ajudar o anfitrião e recebe em troca acomodação e comida.

Agora que as três plataformas já foram muito bem introduzidas, vamos começar a batalha dos voluntariados falando primeiramente do preço de cada uma delas.

Tópicos abordados nesse episódio:

  • Variedade de anfitriões
  • Diversidade de tipos de voluntariado
  • Aplicação para as vagas: processo de aplicação, facilidade, quanto tempo de antecedência
  • Horas de trabalho e folgas
  • Resposta dos anfitriões: tempo de resposta
  • Ganhar dinheiro
  • Sistema de reviews
  • Sistema de comunicação com o host
  • Suporte

Convidadas do episódio:

Ana do @pelagalaxia

A Ana é a 4ª Mulher brasileira que mais viajou pelo mundo segundo NM®. Pra Ana mochilar é aprender sobre pessoas, culturas, histórias, o infinito e além, mesmo com pouco dinheiro no bolso.

Ana Cláudia do @intercambiovoluntario

Médica veterinária que trabalhou por alguns anos em grandes empresas no Brasil e em 2018 pediu demissão do trabalho para realizar o seu sonho de viajar o mundo. Desde então, já visitou vários lugares fazendo intercâmbio voluntário e criou um curso para ensinar pessoas a viajarem mais através desse estilo de viagem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *